manifesto


ESCLARECIMENTOS DO DECRETO CONTRA O COMUNISMO DA IGREJA CATOLICA

 

 

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O Decreto contra o comunismo é um documento da Igreja Católica de 1949, ordenado pelo Papa Pio XII que excomunga todos católicos que colaboram com organizações comunistas e afins.

O Vaticano, que tinha permanecido em silêncio contra a guerra e os excessos comunistas, adotou uma postura mais severa contra o comunismo em 1949. A decisão seguiu a exemplo de uma anterior de 1937, intitulado Divini Redemptoris, que foi uma forte crítica ao comunismo e suas variantes cristãs.

 

 

A Congregação para a Doutrina da Fé emitiu vários decretos sobre as seguintes categorias:

A defesa dos direitos da Igreja sobre a ordenação de bispos e atividades da Igreja e,

  A condenação de participação em partidos comunistas e organizações

Em 15 de julho de 1948, L’Osservatore Romano publicou um decreto sobre o comunismo, que excomungou os que propagam “os ensinamentos materialistas e anti-cristãos do comunismo”, que foi amplamente interpretado como uma excomunhão do Partido Comunista da Itália, que, no entanto, não foi mencionado no decreto. A Congregação para a Doutrina da Fé continuou a emitir condenações:

Congregação da Doutrina da Fé

 

– Filiação a partidos comunistas, 01 de julho de 1949.

– Excomunhão do bispo Dechet, 18 de fevereiro de 1950.

– Filiação a organizações da juventude comunista, 28 de setembro de 1950

– O usurpação de funções da Igreja pelo Estado, 29 de junho de 1950

– Ilegítimação de bispos ordenados pelo estado, 09 de abril de 1951

– Publicações favorecendo o comunismo totalitário, 28 de junho e 22 julho de 1955

O decreto foi confirmado em 1959 pelo Papa João XXIII quando foi anunciado que Fidel Castro foi excomungado por liderar a revolução comunista em Cuba.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Decreto_contra_o_comunismo

 

Fidel Castro

Decreto contra o comunismo

Papa Pio XII

 

Decreto do Santo Ofício em 1949

 

Q.1 licitum Utrum sentar, nomen communistarum partibus ousam vel praestare favorem eisdem.

[Por acaso é lícito dar o nome ou para fazer favores aos partidos comunistas?]

 

R. Negativo: Communismum materialisticus enim est et antichristianus; duces autem communistarum, ETSI verbis quandoque profitentur se oppugnare religionem não, se tamen, actione doctrina sive sive, Deo veraeque Religioni et Ecclesia Christi sere infensos ostendunt ESSE.

 

Q.2 licitum Utrum sentar edere, propagare libros legere vel, periodica, folia vel diaria, qua doutrina vel patrocinantur communistarum actioni, vel em scribere EIS.

[Por acaso é lícito publicar, promulgar ou ler livros, revistas ou folhetos que defendem a ação ou a doutrina comunista, ou escrever para eles?]

 

R. Negativo: ipso iure Prohibentur enim

 

Q.3 Utrum Christifideles, actus qui, de Quibus no n.1 et 2, posuerint intencionalidade et Libéré, ad possint admitti Sacramenta.

[Os cristãos do que praticar os atos mencionados no n.1 e 2 ser admitidos aos sacramentos?]

 

R. Negativo, secundum ordinaria principia de Sacramentis denegandis iis, qui non sunt dispositi

Q.4 Utrum Christifideles, Qui materialisticam doctrinam communistarum et anti profitentur Christianam, et in primis, eam Qui propagant vel defendunt, ipso facto, apostatae tamquan uma fé catholica, incurrant em excommunicationem speciali MoDo reservatam Apostolicae Sedi.

[Se os cristãos declaram abertamente a doutrina materialista e anticristã dos comunistas, e, principalmente, se defender ou promumulgate ela, “ipso facto”, eles incorrem em excomunhão (“speciali MoDo”) reservada à Sé Apostólica?]

 

R. Affirmative

 

Comentários

 

Portanto, todos os católicos que votos para um partido comunista (que é uma maneira de fazer favor) ou que as filiais em um partido comunista, ou que escreve livros filo-comunistas, ou revistas estão excluídos dos sacramentos.

PT - Partido dos Trabalhadores

 

Aqueles que defendem, promulgar ou declarar o materialismo dos comunistas são também automaticamente excomungados.

Esse decreto do Santo Pio XII Office, confirmado por João XXIII em 1959 ainda é válido. De fato, Pio XII trabalhou pessoalmente contra o comunismo na Itália.

Tal condenação do comunismo se soma a outras condenações feitas por Pio IX, Leão XIII, São Pio X, Pio XI, Pio XII (que condenou em outras oportunidades), João XXIII, Paulo VI, o Concílio Vaticano II (que reiterou as condenações precedentes) e João Paulo II.

Tem sido mais de 100 anos que a Igreja Católica condena o comunismo, socialismo e qualquer tipo de materialismo e do igualitarismo material. A pena para quem desobedecer a proibição de ajudar o comunismo (ou suas variantes) sob qualquer aspecto (incluindo a votação dos partidos filo-comunistas) é a excomunhão automática.

 

“Socialismo religioso, socialismo cristão são termos contraditórios, pois ninguém pode ser, ao mesmo tempo, bom católico e verdadeiro socialista.” (Pio XI)

Fonte: http://www.montfort.org.br/index.php?secao=documentos&subsecao=decretos&artigo=anticomunismo&lang=eng

 

-Quem fez aborto, quem indicou médicos, enfermeiros, clinica abortiva, quem apoiou o aborto através de partido político ou candidato abortista através do voto está excomungado?

Sim.

 

O CIC, Catecismo da Igreja Católica, Nº 2272 diz:

A cooperação formal para um aborto constitui uma falta grave (COOPERAÇÃO FORMAL: médicos, enfermeiras, anestesistas, acompanhantes, pessoas que sugerem, aconselham, apóiam, indicam clinicas. Partido político e políticos a favor do aborto e seus eleitores).

   A Igreja sanciona com uma pena canônica de excomunhão este delito contra a vida humana. “Quem provoca aborto,  seguindo-se o efeito, incorre em  excomunhão latae sententiae” “pelo próprio fato de cometer o delito” e nas condições previstas pelo Direito. Com isso, a Igreja não quer restringir o campo da misericórdia. Manifesta, sim, a gravidade do crime cometido, o prejuízo irreparável causado ao ‘inocente morto, a seus pais e a toda a sociedade.

 

Casos para a Excomunhão

 

 O Código de Direito Canónico prevê desde 1983 nove casos para a pena de excomunhão:

9 INFRAÇÕES QUE EXCOMUNGAM

Aborto

 

 

Profanação da eucaristia

Qualquer gesto contra a hóstia e o vinho ou mesmo blasfêmia.

 

Violência física contra o pontífice

Qualquer ato de agressão ao Papa.

 

 

Consagração ilícita de um bispo sem mandato pontifical

Quando um bispo consagra outros sem ter recebido autorização superior

 

Bispo ilícito da Associação Patriótica excomungado latae sententiae

 

Absolvição por um sacerdote do cúmplice do pecado da carne

Quando um padre absolve seu parceiro de pecado – de corrupção ou relação sexual.

Violação direta do segredo da confissão

Quando um padre revela o que lhe foi confessado

 

 

Apostasia

Quando se desvia do sentido da fé ou se manifesta independência em relação ao poder central da Igreja

 

Martinho Lutero - Fundador do Protestantismo

Cisma

Criação de um grupo com outras idéias em relação à fé cristã, divisão da Igreja

 

Allan Kardec - Fundador do Espiritísmo

Heresia

Doutrina ou linha de pensamento contrária ou diferente da estabelecida

 

INRI CRISTO - O Emissário do PAI - Cristo Brasileiro

 

Professor Vissarion - O Jesus Russo

 

Jesus Cristo Hombre - Fundador da Seita Crescendo em Graça

 

Tipos de excomunhão:

 

– Excomunhão ferendae sententiae – A que é decretada pela autoridade eclesiástica, aplicando a pessoa ou pessoas determinadas as sanções que a religião tem estabelecidas como condenação da falta cometida.

 

– Excomunhão latae sententiae – Aquela em que o fiel incorre no momento que comete a falta previamente condenada pela religião.

 

– Excomunhão de participantes – Aquela em que incorrem os que se associam com o excomungado declarado ou público.

 

– Excomunhão menor – É limitada apenas à privação dos sacramentos.

 

– Excomunhão maior – É aplicada contra os cristãos que têm incorrido em heresia ou em determinados pecados de escândalo, privando o excomungado de receber e administrar os sacramentos, de assistir aos ofícios religiosos, da sepultura eclesiástica, dos sufrágios da religião, de toda dignidade eclesiástica, do relacionamento com os demais fiéis, etc. Quando a Excomunhão Maior se pronuncia solenemente ou num concílio e vai contra a heresia, chama-se também anátema, ou seja, os excomungados são considerados amaldiçoados.

 

Excomunhão de Martinho Lutero

Para o crecimento da verdade e defesa da nossa igreja católica deixe seu comentário e divulgue esta materia.

Deus nos Abençoe

Marcus Eliezer

Anúncios

Depois de ouvir esse vídeo, cole e envie esse link, para seus amigos, envie para os sacerdotes e bispos católicos, e oremos por nossos sacerdotes.

http://reporterdecristo.com/pe-paulo-ricardo-padres-convertam-se

Pe. Paulo Ricardo, Deus vos abençoe por amar tanto a Igreja e desejar salvar as almas dos pobres pecadores.

Obrigado pelo exemplo de não ter medo de ser perseguido, nem de morrer no Nome de Jesus Cristo, nós também não. Conte conosco.

Estamos orando pelo senhor e pedindo a Deus que Ele suscite mais sacerdotes verdadeiros, sacerdotes que não tenham outro interesse que não seja a maior gloria de Deus.

Deus vos encha de mais coragem para enfrentar essa batalha contra os demônios de carne, como diz Sta. Catarina de Senna.

Muitos padres e bispos pensam como o senhor, somente ainda não tiveram coragem de se manifestar, mas isso acontecerá, Deus lhes dará coragem, se os padres e bispos corajosos como o senhor continuar tomando a dianteira.

Avante!!!

Pe. Paulo Ricardo: Padres, Convertam-se!

É o Senhor liberal com todas as suas criaturas, mas nunca com os ingratos.

A ingratidão, diz S. Bernardo, faz estancar a fonte da bondade divina.

Por isso S. Jerônimo pôde dizer: Nenhuma besta há no mundo mais feroz que um mau padre, porque esse não se quer deixar corrigir.

O autor da Obra imperfeita: Os leigos facilmente se emendam, mas um mau eclesiástico é incorrigível.

Segundo S. Damião, é de preferência aos padres pecadores que se aplicam estas palavras do Apóstolo: Porque os que foram alumiados, os que saborearam o dom celeste, e receberam o Espírito Santo… depois caíram, é impossível que se renovem pela penitência.

Com efeito, quem mais que o padre recebeu de Deus graças abundantes? Quem mais do que ele gozou dos favores do Céu e participou dos dons do Espírito Santo?

Segundo Sto. Tomás, permaneceram obstinados no pecado os anjos rebeldes, porque pecaram em face da luz; é assim, escreve S. Bernardo, que o padre será tratado por Deus: tornado anjo do Senhor, ou há de ser eleito como anjo, ou réprobo como o anjo.

Eis o que o Senhor revelou a Sta. Brígida: Olho os pagãos e os judeus, mas não vejo ninguém pior que os padres: o seu pecado é como o que precipitou Lúcifer.

E notemos aqui o que diz Inocêncio III: Muitas coisas que nos leigos são pecados veniais, nos eclesiásticos são mortais.

É ainda aos padres que se aplicam estas palavras de S. Paulo: Uma terra, que, depois de muito regada pelas chuvas, só produz espinhos e silvas, está reprovada e sujeita a maldição: acabará por ser entregue ao fogo.

Que chuva de graças não recebe de Deus continuamente o padre? E contudo,em vez de frutos, só produz silvas e espinhos: Desgraçado! Está prestes a ser reprovado e a receber a maldição final, para ir, depois de tantas graças, que Deus lhe prodigalizou, arder no fogo do inferno!

  • Mas, que temor pode ter ainda do fogo do inferno um padre, que voltou as costas a Deus? Os padres que pecam perdem a luz, como levamos dito, e perdem também o temor de Deus.

É o Senhor quem no-lo declara: Se eu sou o Senhor, onde está o meu temor, vos diz o Senhor, a vós, ó padres, que desprezais o meu nome?.

Segundo S. Bernardo, os sacerdotes, caindo da altura a que se acham elevados, de tal modo se afundam na malícia, que perdem a lembrança de Deus, e tornam-se surdos a todas as ameaças da justiça divina, a tal ponto que nem o perigo da sua condenação os espanta.

Mas que haverá nisso de admirável? O padre, pecando, cai no fundo do abismo, onde fica privada da luz e despreza tudo. Acontece então o que diz o Sábio: Caído no fundo do abismo do pecado, o ímpio despreza.

Este ímpio é o padre que peca por malícia; um só pecado mortal o precipita no fundo das misérias, em que cegamente permanece mergulhado.

Nesse estado despreza tudo: castigos, advertências, presença de Jesus Cristo, a quem toca no altar. Não córa de se tornar pior que o traidor Judas, como o próprio Senhor um dia disse a Sta. Brígida:

Tais padres já não são sacerdotes meus, mas verdadeiros traidores.

Sim, tais padres são verdadeiros traidores, porque abusam da celebração da Missa, para ultrajarem mais cruelmente a Jesus Cristo pelo sacrílego!

E qual será, depois de tudo, o triste fim do padre mau?

Ei-lo: Praticou a iniqüidade na terra dos santos, não verá a glória do Senhor.

Será, numa palavra, o abandono de Deus, e depois o inferno.

  • Mas, dirá alguém, essa linguagem é demasiado aterradora: quereis lançar-nos da desesperação?
  • Respondo com Sto. Agostinho: Se vos espanto, “é que eu próprio estou espantado”.
  • Assim, dirá um padre, que tiver tido a desgraça de ofender a Deus no sacerdócio, não haverá para mim esperança de perdão?
  • Ó, não posso afirmar isso; haverá esperanças, desde que haja arrependimento do mal cometido. Que esse padre seja pois extremamente reconhecido para com o Senhor, se ainda se vê ajudado da graça; mas é preciso que se apresse a dar-se a Deus, enquanto o chama, conforme o aviso de Sto. Agostinho: “Abramos os ouvidos à voz de Deus, enquanto nos chama, com receio de que se recuse a ouvir-nos, quando estiver prestes a julgar-nos”.

Para aqueles que dizem que o Brasil só cresceu com o governo Lula e só tem a melhorar…

Não se engane…

Dilma+Lula+MST= Um Futuro de Desgraças para o Brasil!

A seguir videos que denunciam a corrupção do Partido dos Trabalhadores e seu envolvimento com o MST. 

LULA AMEAÇA BORIS CASOY

É costume dos comunistas ameaçar e vingar-se quando estiver do poder total.

Foi assim com Stalin, Fidel Castro, Ivo Morales, Ugo Chaves, etc, etc.

Aqui Lula ameaça Casoy que se apavora, pois sabe que comunista é capaz de…

NÃO VOTE DILMA PIOR DO QUE TÁ FICA!

#DilmaNão

“Os Fatos estão ai, você realmente colocará no poder uma pessoa assim? Reflita…”

15 de outubro de 2010

Dilma resiste a assinar manifesto antiaborto

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, resiste a assinar uma carta assumindo o compromisso de não enviar ao Congresso projetos de lei que permitam a legalização do aborto e o casamento entre homossexuais. Evangélicos que se encontraram com ela e com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na quarta-feira, porém, cobram a promessa por escrito. O comando da campanha petista avaliou ontem que, além de já ter divulgado um manifesto intitulado Carta ao Povo de Deus, em agosto, Dilma pode perder mais votos do que ganhar, ao se posicionar, por exemplo, contra o casamento gay.

Na Carta ao Povo de Deus, distribuída em templos e igrejas no primeiro turno, Dilma tentou se aproximar dos cristãos. “Cabe ao Congresso a função básica de encontrar o ponto de equilíbrio nas posições que envolvam valores éticos e fundamentais, muitas vezes contraditórios, como aborto, formação familiar, uniões estáveis (…)”, escreveu ela. Além disso, Dilma já se comprometeu verbalmente a não mudar a lei que prevê o aborto em caso de estupro e risco de morte para a mãe.

A saída para o impasse, agora, será um documento de apoio à candidata escrito por pastores e políticos que integram a Frente Parlamentar Evangélica. Os signatários deixarão claro no texto que Dilma não vai interferir em questões religiosas, caso seja eleita para o Palácio do Planalto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte:http://liberatveritas.wordpress.com/2010/10/15/dilma-resiste-a-assinar-manifesto-antiaborto/